CONTEÚDO

SISTEMAS DE POSICIONAMENTO GLOBAL

Você sabe o que significa e como funcionam?

– GPS (Global Positioning System ou Sistema de Posicionamento Global) é o 1º do tipo iniciado em 1973 pelos Estados Unidos. Desenvolvido para uso militar, a utilização civil iniciou nos anos 1980. Em 1995, estendeu a cobertura global, com os quais fornece serviços de posicionamento, horário e navegação. Para funcionar, um dispositivo compatível deve estar dentro do alcance de pelo menos 4 satélites, para que ele possa determinar sua posição na Terra, ajustar a hora corretamente e fornecer dados ao usuário. Ainda que seja bastante eficiente, em algumas ocasiões nem sempre os dados de satélites serão acessíveis facilmente.

– A-GPS (Assisted GPS ou GPS Assistido) é um sistema para melhorar a precisão dos dados do GPS, utilizando a rede de telefonia móvel terrestre. Em regiões urbanas o sinal tende a ser bloqueado por construções e condições climáticas severas. A solução do A-GPS é utilizar até 4 antenas de telefonia para atualizar os dados de posição para agilizar a triangulação do sinal, diminuindo o tempo de comunicação entre os satélites e oferecendo informações adicionais como a previsão do tempo. Em situações ideais, como em regiões abertas, o GPS possui maior precisão e representa um custo zero por não consumir dados para entregar as informações, mas em alguns casos o A-GPS é salvador.

GLONASS (Sistema de Navegação Global via Satélite) é o equivalente russo do GPS, desenvolvido pela União Soviética. Iniciou em 1976 e só em 2011 com cobertura global. Resposta aos Estados Unidos na Guerra Fria. Estratégia dos soviéticos contarem com sistema próprio, mas hoje é preferível ter mais de um sistema disponível na possibilidade do GPS falhar. Tanto que dispositivos móveis hoje são compatíveis com ambos sistemas.

BeiDou: A China criou seu próprio sistema em 2000. Previsão que em 2020 o sistema entrará com cobertura global.

Galileo: Sistema da União Europeia, hoje cobre o mundo todo, planejado como solução para uso civil e comercial, diferente de todas as outras.

NAVIC da Índia e QZSS do Japão.

Fiquem ligados!!! Novas Tecnologias já chegaram. #gps #relogios #geolocalização

Texto por: Alexandre Martins

TEMPO BRUTO X TEMPO LÍQUIDO

Tanto para quem está iniciando ou para quem já é experiente nas corridas, vejo que muitos desconhecem ou não entendem esta diferença.

Há tempos atrás, quando não tínhamos os sistemas de cronometragem e a corrida não tinha tantos adeptos, não existia esta diferenciação.

Em grandes corridas com 5.000 participantes o corredor pode levar até 5 minutos para cruzar a linha de largada. Como não é possível perfilar todos os corredores lado a lado numa largada para que seja justo para todos, usamos o Tempo Líquido.

Tempo Bruto:
É o tempo oficial de prova. Inicia no momento em que é dada a largada e finaliza no momento em que o corredor cruza a linha de chegada. Geralmente é o tempo para a premiação da Geral.

Tempo Líquido:
Inicia no momento em que o corredor cruza a linha de largada e finaliza ao cruzar a linha de chegada. Geralmente utilizado para premiação das faixas etárias.

Importante sempre ler antes o regulamento de cada evento para saber como será feita a classificação para a premiação.

Texto: Alexandre Martins